terça-feira, 26 de abril de 2011

ausência.

esses versos são um desabafo.
faz muito frio por aqui,
carento teu abraço.

te falo de tudo que acho.
é tão estranho amar
com a alma a congelar.

é como o gelo derreter.
nas geleiras desaguar.
assim é estar com você.
sem poder, sequer, tocar.

2 comentários:

DançaApalavraAtiva disse...

Precisa comentar!!! linda!!!

Ana Roberta (: disse...

sem nem sequer tocar; forte!